ZTE lança segunda geração de câmeras sob a tela para celulares

ZTE lança segunda geração de câmeras sob a tela para celulares

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A ZTE revelou nesta terça-feira (23) sua segunda geração de sensores de câmera para selfie integrados sob a tela. Um dos objetivos da marca chinesa é reduzir o “efeito névoa”, geralmente notado nas imagens captadas em sensores desse tipo.

A novidade foi divulgada na conferência MWC (Mobile World Congress) Shanghai 2021. A conta da fabricante no microblog chinês Weibo destacou o aumento na densidade de pixels da tela acima da câmera selfie, que passou de 200 ppi para 400 ppi. Segundo a postagem, com isso, a área de exibição da câmera ficou “mais consistente”.

publicidade

Postagem da ZTE no Weibo apresentou a segunda geração de câmeras integradas sob a tela da marca. Imagem: Android Authority/Reprodução

A companhia também anunciou que a taxa de atualização da tela, mesmo utilizando uma câmera sob o display, foi aumentada de 90 Hz para 120 Hz.

Vale destacar que o ZTE Axon 20 5G, modelo em destaque na postagem acima, foi o primeiro celular do mercado com uma câmera selfie UDC (under-display camera). Em suma ele oferece, de acordo com a marca, uma experiência de tela “sem recortes ou sensores de câmeras do tipo pop-up”. Segundo o portal Android Authority, a primeira impressão foi que a câmera ainda estava “muito atrás dos sensores frontais convencionais”.

Segunda geração da tecnologia

Um dos desafios das câmeras abaixo do display é que a luz precisa se “espremer” entre os pixels da tela até chegar ao sensor. A solução da ZTE, pelo menos na primeira geração da tecnologia, foi reduzir a densidade de pixels para permitir a entrada de luz. Já na nova versão, aumentou a densidade, sugerindo que a empresa usará uma solução diferente para lidar com a perda de qualidade de imagem.

Infelizmente, a ZTE não detalhou as melhorias nesse ponto. No entanto, como o Axon 20 5G ficou abaixo da média, é natural que a fabricante esteja trabalhando em ajustes significativos. A expectativa é que a segunda geração da tecnologia ao menos reduza o “efeito turvo” visto na câmera frontal do aparelho.

publicidade

Essa não foi a única tecnologia apresentada na conferência. A ZTE também revelou, de acordo com a empresa, “o primeiro scanner de luz 3D sob a tela”. A tecnologia não é exatamente nova, já que foi usada para desbloqueio facial em outros celulares, como no iPhone X e Huawei Mate 20 Pro. A ZTE destaca que sua versão do recurso, além de funcionar para o reconhecimento facial, também pode ser utilizada para “modelagem 3D, realidade aumentada e pagamentos”.

Por fim, as novidades da ZTE servem como evidências que reforçam que o mercado está se movendo, cada vez mais rápido, para os celulares com aproveitamento máximo de tela.

Fonte: Android Authority

FONTE ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte
Estamos online...