Satélites capturam imagens de vulcão em erupção na Islândia

Satélites capturam imagens de vulcão em erupção na Islândia

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A erupção do vulcão Fagradalsfjall, próximo à cidade de Reykjavik, capital da Islândia, vem chamando a atenção pela oportunidade de capturar belas imagens, seja em solo ou no espaço. A Nasa e a PlanetLabs são algumas das empresas que aproveitaram satélites em órbita para registrar o fenômeno de um ponto de vista único.

A imagem produzida pela Nasa foi capturada pela câmera Operational Land Imager a bordo do satélite Landsat 8, lançado em 2013. Ela foi produzida por Joshua Stevens, visualizador de dados da agência, com base em dados de ondas curtas e infravermelho capturados às 22:25 p.m. (horário local) de 22 de março, três dias após o início da erupção.

publicidade

Imagem mostra nuvens iluminadas pela erupção do Fagradalsfjall em 22 de março. O traço no canto inferior esquerdo da imagem representa 1 km, o que ajuda a dar uma dimensão do fenômeno. Imagem: NASA Earth Observatory/Joshua Stevens/USGS

Colorizada para se aproximar do que nossos olhos veriam, a imagem mostra nuvens sendo iluminadas pela lava logo abaixo, que é tão quente que “brilha” no espectro infravermelho. Apesar a proximidade (cerca de 30 km) de Reykjavik, o vulcão não representa perigo para os moradores da cidade. Na verdade, a erupção está se tornando uma atração turística.

Leia mais:

Outra empresa que fotografou o vulcão do espaço foi a Planet Labs. A imagem foi capturada pela câmera de alta resolução de um de seus “SkySats” após vários dias de tentativas frustradas por causa da cobertura de nuvens na região. 

As fotos acima mostram a mesma cena, à esquerda como seria vista por nossos olhos, e à direita uma versão no espectro infravermelho e colorizada, que deixa o caminho formado pelo “rio” de lava claramente visível.

Mas as imagens mais impressionantes da erupção foram capturadas aqui na Terra pelo piloto de drones Bjorn Steinbekk, que demonstrou incrível habilidade ao pilotar sua aeronave sobre o rio de lava e diretamente sobre a “boca” do vulcão. Veja abaixo.

Apesar de impressionante, a erupção do Fagradalsfjall é considerada “pequena”. “A fissura tem entre 500 a 700 metros de comprimento”, disse o Escritório Meteorológico da Islândia.

Fonte: Space.com

FONTE ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte
Estamos online...