Rússia aplica multa milionária ao Twitter; entenda

Rússia aplica multa milionária ao Twitter; entenda

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O embate entre o governo da Rússia e o Twitter ganhou um novo capítulo nesta sexta-feira (2). Um tribunal russo multou a rede social em 3,2 milhões de rublos (o equivalente a US$ 42 milhões), por não excluir o que as autoridades disseram ser conteúdo proibido – relacionado a pornografia infantil, suicídio e uso de drogas.

No mês passado, a capital Moscou afirmou que reduziria a velocidade no carregamento de fotos e vídeos do Twitter para usuários russos no desktop. A medida serviria como uma espécie de pressão à rede social. Pouco tempo depois, ameaçou banir o serviço de mídia social imediatamente em um mês.

publicidade

A rede social ainda não se manifestou sobre o recebimento da multa milionária. O Twitter mencionou anteriormente que estava preocupado com o impacto da ação russa sobre a liberdade de expressão e negou que tenha permitido que sua plataforma fosse usada para promover o comportamento ilegal, conforme alegado pelas autoridades russas.

Rússia pressiona o Twitter por conta de conteúdo considerado proibido. Foto: soi7studio/Shutterstock

Segundo o órgão regulamentador russo, o Twitter registra mais de 3.168 entradas com informação proibida, sendo que 2.569 incitam o suicídio de menores, 149 sobre o consumo de drogas e 450 relacionadas a pornografia infantil.

Ameaças ao Facebook

O Facebook é outra rede social sob a mira da Rússia. No início de março, o governo da Rússia acusou o Facebook de violação aos direitos humanos. Os russos alegam que a rede social violou os direitos dos cidadãos ao bloquear postagens publicadas por veículos de comunicação do país.

O regulador de comunicações Roskomnadzor ameaçou aplicar uma multa de 1 milhão de rublos (em torno de US$ 13 milhões) e exigiu que conteúdos postados pela agência de notícias TASS, o jornal de negócios RBC e o periódico Vzglyad fossem restaurados imediatamente.

De acordo com Roskomnadzor, o Facebook bloqueou postagens relacionadas à detenção de supostos integrantes de um grupo ucraniano de extrema-direita.

Via: Reuters

FONTE ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte
Estamos online...