CEO da Toshiba renuncia ao cargo após oferta de compra

CEO da Toshiba renuncia ao cargo após oferta de compra

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O CEO da Toshiba, Nobuaki Kurumatani, resolveu deixar o cargo, uma semana após a fabricante receber uma oferta de aquisição pela empresa de private equity CVC Capital Partners avaliada em US$ 20 bilhões. A renúncia repentina lança dúvidas ao Conselho da empresa sobre aceitar a proposta de compra.

No entanto, segundo fontes próximas ao assunto relataram à Reuters, o Conselho da Toshiba planejava demitir Kurumatani antes mesmo de receber a proposta da CVC. Elas afirmaram que, um dia antes do anúncio da oferta, o Conselho chegou a avisar o então CEO que ele seria substituído. Havia uma “profunda desconfiança” dele entre os acionistas, ainda de acordo com as fontes.

publicidade

“A CVC diz que apresentará uma proposta mais detalhada, mas é impossível avaliar a proposta neste momento”, disse Osamu Nagayama, presidente do Conselho da Toshiba, em uma entrevista coletiva online. “A proposta inicial indica que a gestão será mantida. Com a renúncia do Sr. Kurumatani, não sabemos o que eles pensam agora”, acrescentou.

Se comprada, Toshiba pode ganhar novo fôlego após anos de perdas financeiras. Foto: Alexander Tolstykh/Shutterstock

Uma pessoa próxima à CVC Capital Partners disse que a oferta seguirá conforme o planejado, com uma proposta formal que deverá ser apresentada nesta sexta-feira (16). Se o negócio se concretizar, a Toshiba pode ganhar um novo fôlego para se recuperar, após anos de perdas financeiras

Em busca de um novo CEO

Por enquanto, o presidente do Conselho de Administração da Toshiba, Satoshi Tsunakawa, ocupará o cargo de Kurumatani. Ele ingressou na Toshiba em 1979 e já ocupou as posições de vice-presidente e presidente da companhia japonesa. 

“Temos uma escassez de candidatos internos para o cargo mais alto, mas será difícil trazer um estranho depois de se livrar de Kurumatani”, declarou uma fonte familiarizada com as discussões internas na Toshiba.

Procuradas pela publicação, nem a Toshiba, nem a CVC Capital Partners quiseram comentar o assunto.

Leia mais:

Via: Reuters / Financial Times

FONTE ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte
Estamos online...