Apple bate recorde e tem receita de US$ 111,4 bilhões

Apple bate recorde e tem receita de US$ 111,4 bilhões

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A Apple divulgou nesta quarta-feira (31) os resultados para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2021. E a empresa tem muito o que comemorar, já que conseguiu arrecadar uma receita recorde de US$ 111,4 bilhões de dólares (R$ 627,5 bilhões).

A divisão do ano fiscal nos Estados Unidos e Europa é um pouco diferente do nosso, sendo assim, o primeiro trimestre de 2021 corresponde ao período entre outubro e dezembro de 2020. Por ser uma temporada com muitos feriados, como Black Friday, Cyber Monday e o Natal, este é tradicionalmente um período forte para os negócios da Apple.

publicidade

No entanto, em 2021 esse crescimento foi particularmente especial, com um aumento de 21% no comparativo com os dados do mesmo período de 2020. No ano anterior, a receita foi de US$ 91,82 bilhões (R$ 517,26 bilhões), no acumulado dos últimos cinco anos, o crescimento da receita da Apple para o primeiro trimestre é de 7,29%.

Lucro também subiu

Histórico do crescimento da receita da Apple no primeiro trimestre. Crédito: Trading Plataforms

Outro indicador que registrou recorde foi o lucro líquido da Apple, que subiu 29,3% em relação ao aferido no primeiro trimestre de 2020. A empresa partiu de US$ 22,24 bilhões (US$ 125,29) em 2020 para US$ 28,76 bilhões (R$ 162,02) no mesmo período de 2021. O CEO da companhia, Tim Cook, comemorou a conquista e atribuiu o sucesso a todos os colaboradores.

“Este trimestre para a Apple não teria sido possível sem o trabalho incansável e inovador de cada membro da equipe da Apple em todo o mundo”, declarou o executivo. “Estamos satisfeitos com a resposta entusiástica dos clientes à linha incomparável de produtos de ponta que entregamos em uma temporada histórica”, completou.

Empresa cresceu no mundo todo

O crescimento recorde da receita da Apple não aconteceu somente no mercado americano ou europeu, mas em todos os seguimentos geográficos da empresa. A companhia divide suas operações em seis regiões, Américas, Europa, Grande China, Japão e Resto da Ásia/Pacífico.

Leia também:

O maior crescimento se deu na região da Grande China, onde a empresa cresceu 57%. No Japão, a subida foi de 33%, na Europa, a Apple cresceu 14,8%, nas Américas o aumento foi de 12% e no Resto da Ásia/Pacífico foram 11,5%.

Entre os produtos, o mais vendido foi o iPhone, responsável por 58,86% da receita total da Apple, o que representou um aumento de 17% em relação a 2020. Na sequência, veio o segmento de vestíveis, casa e acessórios, como o AirBuds, Apple Watch, Apple TV e outros, com 11,64%, o Mac, com 7,79% e o iPad, com 7,57%.

Com informações do Trading Plataforms

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

FONTE ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte
Estamos online...